João 3:16 (O que muda realmente nossas vidas...)



Na cidade de São Paulo, numa noite fria e escura de inverno, um garotinho vendia balas para conseguir alguns trocados. O frio estava intenso, e as pessoas não ouviam mais quando ele as chamava. Sem conseguir vender mais nada ele sentou-se perto de uma escada e ficou observando o movimento das pessoas, até que um policial se aproximou e disse: - Está perdido filho? Ele respondeu: - Não, só estou pensando onde vou passar a noite. Geralmente passo em minha caixa de papel perto do correio, mais hoje está muito frio. O senhor sabe onde posso passar essa noite?

O policial ficou pensativo e depois respondeu: - Se você descer por esta rua, à esquerda, embaixo, vai encontrar uma casa branca. Chegando, bata na porta, e ao atendê-lo, diga apenas Jo 3:16. Assim fez o garoto. Ao chegar a casa, quem lhe atendeu foi uma senhora idosa de aparência bondosa. “Jo 3:16″, disse ele: - “Entre meu filho”, respondeu ela. Assim que ele entrou, ela o conduziu a cozinha, onde havia um fogão de lenha aceso. -Sente-se filho e espere um pouquinho! O garoto sentou e pensou: “Jo 3:16… Não sei o que significa, mais sei que aquece um garoto com frio…”. Em seguida a senhora voltou e perguntou: -Está com fome filho? -Estou com muita fome, pois não como nada há dois dias… A senhora o levou até a sala de jantar, onde havia muita comida. O garoto comeu de tudo, até não agüentar mais, e pensou: “Jo 3:16… Não sei o que significa, mas sei que alimenta um garoto faminto…” Depois a senhora o levou a um quartinho, onde tinha uma banheira cheia de água quente. O garoto esperou a senhora se afastar e prontamente tomou um bom banho. Enquanto esfregava-se pensou: “Jo 3:16… Não sei o que significa, mas sei que torna limpo um garoto que estava muito sujo…” Alguns minutos depois a senhora voltou e levou o garoto a um quarto, onde havia uma cama confortável. Ela o abrigou, deu-lhe um beijo na testa, deitou-lhe na cama, apagou as luzes e saiu. Ele se virou para o canto observando a garoa que caia do outro lado da janela, e pensou: “Jo 3:16… Não sei o que significa, mas sei que dá repouso a um garoto cansado…” No outro dia a senhora preparou uma farta mesa e o convidou para o café da manhã. Quando o garoto terminou de comer, ela o levou a uma sala e apanhou um livro grande, de capa escura, a Bíblia. Ela sentou-se ao seu lado, olhou-o nos olhos, e perguntou-lhe: -Você conhece Jo 3:16, filho? -Não senhora, eu não conheço. A primeira vez que ouvi isso foi ontem a noite. Um policial que falou… Ela, abriu a Bíblia em Jo 3:16, e começou a ler o versículo e a explicar o seu sentido:

“Pois deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu único filho. Para que todo aquele que nele crê creça, não pereça, mas tenha a vida eterna”

Ali aquecido o garoto entregou seu coração e a vida a Jesus. Enquanto lágrimas escorriam pelo seu rosto, ele pensou: “Jo 3:16… Ainda não entendo muito bem o que significa, mas agora sei que isso faz um garoto perdido se sentir totalmente seguro e feliz…” Pense nisso!

Assista a mensagem:

A grande lição dessa história está no fato de que, antes de pregar o versículo, aquela senhora e aquele policial vivenciaram realmente o seu significado. Viveram o amor que não julga… Viveram um amor que recebe e acolhe, independentemente de posição social... Viveram um amor que se doa totalmente. Antes de ler a Palavra de Deus para aquele garoto, eles o fizeram entender o seu sentido e transformaram a sua vida. Talvez o que falte a muitos cristãos, talvez o que falte na nossa vida é praticar o que lemos e aprendemos na Palavra. O fato de falar a Palavra é muito bom, é fundamental. É importante falarmos do amor de Deus pras pessoas, principalmente para aqueles que não o conhecem. Mas sabe o que Deus quer realmente de nós? Que vivamos esse amor diariamente! Em Mateus 7, 21, Jesus nos alerta: Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade. Pense nisso…

Falar é importante, mas praticar é essencial!

8 visualizações0 comentário